Siga-nos
  • Facebook
  • G+
  • Twitter
  • Orkut
supremo-tribunal-federal-190222

Os “tar” Embargos Infringentes

Postado Por: Edinaldo Silva em 19 de setembro de 2013.


Os “tar” Embargos Infringentes

Deu a louca nas redes sociais pela decisão do Supremo Tribunal Federal por conta do voto proferido pelo ministro Celso de Mello referente ao apelidado mensalão.

Em se tratando de justiça há muito tempo duvidamos do exato cumprimento da mesma. Quando clamamos por justiça significa que não aceitamos o julgamento sumário e que sejam condenados aqueles que violarem a constituição brasileira e que as provas sejam cabais e inequívocas.

Na minha ignorância jurídica tenho estranhado tanto oba-oba, que vem dos manifestos de rua, dos grupos de oposição, das mídias sensacionalistas que se quer abrem um espaço em suas programações para num momento tão importante neste Brasil de meu Deus, ensinar a população o que se está fazendo e porque estão fazendo.

Só se condena pobre neste país porque não conhecemos as leis e se apenas a Maria da Penha e Pensão Alimentícia funcionam é porque as pessoas defendidas e neste caso a justiça é feita em tempo para que o réu pague o que deve é porque a violência gerada por tal ação causa indignação e raiva, então vão ao encontro de seus direitos e assim se sentem contemplados pela justiça.

Não cabe dizer que o supremo está se tornando em uma grande pizzaria, nem que há dolo na decisão tomada, o ministro Celso de Mello cumpriu a lei, resguardou a Constituição Brasileira e nela fundamentou sua decisão. Rever partes das sentenças proferidas não significa jogar no lixo tudo o que foi feito e sim reavaliá-las cabendo a confirmação da decisão antes tomada ou não.

Clamamos por justiça e não podemos acreditar que o julgamento das ruas sobrepõe a mais alta corte do país. O povo nas ruas clamava a crucificação de Jesus Cristo, as santas inquisições todos foram atendidas. No que deu tudo isso e o que a história mostrou destas decisões?

Assim como as manifestações tem sido manipulada e os gritos não têm acrescentado nada de novo na vida pública do país as velhas raposas estão uivando de suas tocas atiçando a todos a deixarem de pensar novamente e já estão gravando seus textos como cavaleiros da ordem e decência.

Se acreditarem nas meninas do Jô ou na crítica do Jabor aí tem de concordar que a justiça é sega e que o crime compensa. Compartilho a vontade de ver todos os que transgridem a lei sendo julgados e condenados, paguem suas penas e voltem ao seio da comunidade livres por ter pago o que deviam a ela, porém restaurado do desejo de obter vantagens espúrias, caso contrário ainda que se faça justiça todo arcabouço empregado de nada valeu.

Chega de circo e aguardemos a decisão final com todos os direitos observados e que a suprema corte do Brasil julgue com justiça e não rasguem a Constituição. Que o povo brasileiro deixe de querer as punições das novelas e se debruce a aprender a exigir seus direitos e a cumprir seus deveres.

Teremos a oportunidade de fazer uma limpeza na política brasileira, quem comete erros são pessoas e o discurso é de que tal partido é capeta. Se continuarmos com estas idéias também não faremos as mudanças que nós mesmos estamos gritando.

Não querendo ver o mesmo filme novamente, deixo um novo e forte abraço.



Compartilhe:



Comentários | Comente pelo Facebook:



Deixe uma resposta


Destaques Regionais
COLAB-Id
Colab – Colaboradores do Brasil
A COLAB direciona seus lucros para doações em instituições de caridade. Com Fazendas em Xambrê-PR e Altônia-PR, trabalha com gado de corte, cavalos quarto...

Sicredi Recebe Comitiva Chinesa
Liderada pelo presidente do Qinghai Branch of Agricultural Development Bank, delegacão conheceu sede do Sicredi na Av. Paulista....

Desfile dos 50 Anos de Altônia
Foi realizado em 6 de Dezembro de 2018 o Desfile do Cinquentenário de Altônia. O Desfile Altônia 50 Anos saiu da Praça Antônio Castro Lima, percorreu a par...

“A União faz a Vida” Chega a Assis Chateubriand
O Programa A União Faz a Vida, desenvolvido pelo Sicredi há 25 anos, chegou ao município de Assis Chateaubriand....



Conteúdos Relacionados
Governo de Iporã realiza Audiência Pública Em cumprimento a Lei Complementar nº 101/2000, administração municipal esteve realizando na manha da  sexta-feira 27 de Fevereiro 2015 no plenário J...
Crime Institucionalizado
O Crime está se Institucionalizando O crime está se institucionalizando, estão perdendo a vergonha mesmo. Como se não bastassem os acordos espúrios, as trocas de favores, contratações de paren...


Classificados
Saúde para o Homem no Novembro Azul
Confira as ofertas semanais do Supermercado Bom Preço Max, validas até 23 de novembro nas lojas de Altônia e Iporã. Apoiamos o Novembro Azul, pois cuidar da saúde também é coisa de homem.
Vagas de Emprego em Altônia
A Agência do Trabalhador de Altônia em parceria com empresários oferecem diversas vagas em 29/10/2019 na cidade de Altônia. Confira!
8° Caminhadas na Natureza Altônia
A 8ª Caminhadas na Natureza em Altônia será realizada no próximo domingo, 1º de Setembro de 2019, no Circuito Lagoa Xambrê Comunidade Paineira II.
Feira no Mendes
Confira as Ofertas do Melhor Preço, Melhor Prazo no Supermercado Mendes em Pérola, validas até 22 de maio de 2019.
  • Voltar
  • Avancar